Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

02 Julho de 2020 | 14h04 - Actualizado em 02 Julho de 2020 | 14h04

Cabo Verde: BM nomeia nova representante residente no país

Praia - A diplomata brasileira Eneida Fernandes assumiu esta quarta-feira as funções de representante residente do Banco Mundial (BM) para Cabo Verde, com a missão de implementar o Quadro de Parceria do País para o Ano Fiscal 2019-2023 e uma carteira de projectos de 90 milhões de euros, apurou a PANA, na cidade da Praia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em comunicado, o BM explica que Eneida Fernandes, quadro da instituição há 11 anos, tendo desempenhado funções em África e na América Latina, vai ter a tarefa de manter e melhorar “as boas relações de trabalho com o Governo e outros parceiros em Cabo Verde e com a comunidade internacional”.

Segundo o BM, Eneida Fernandes transita do cargo de especialista sénior do Sector Privado na Região de África na Prática Global de Finanças, Competitividade e Inovação.

Antes de integrar o Grupo Banco Mundial, Eneida Fernandes "ocupou vários cargos técnicos e de gestão" no sector da hotelaria e desenvolvimento turístico nos Estados Unidos e no Brasil.

Na segunda-feira, na despedida da senegalesa Fatou Fall, que exercia as mesmas funções na capital cabo-verdiana, o vice-primeiro-ministro de Cabo Verde, Olavo Correia, destacou as “excelentes relações” que o arquipélago mantém com o Grupo Banco Mundial.

“O país conta, neste momento, com uma importante carteira de projectos com o Banco Mundial. São mais de 100 milhões de dólares americanos [cerca de 90 milhões de euros] e este pacote está em crescimento. Particularmente neste contexto de crise que o país hoje enfrenta, a resposta do Banco Mundial tem sido muito importante para a mitigação da pandemia”, destacou Olavo Correia.

Assuntos Economia  

Leia também
  • 24/06/2020 20:16:28

    Guiné-Conakry: Presidente defende Eco como moeda única na CEDEAO

    Conakry - O chefe de Estado guineense, Alpha Condé, defende uma moeda única comum aos 15 países membros da Comunidade Económica dos Estados Africanos Oeste (CEDEAO), indica um comunicado enviado nesta quarta-feira à PANA em Conakry.

  • 24/06/2020 14:49:39

    COVID-19: FMI duplica previsão de recessão para África

    Washington - O Fundo Monetário Internacional (FMI) antecipa que as economias da África subsaariana tenham uma recessão económica de 3,2 por cento, este ano, o que duplica a previsão feita em Abril, que estimava uma queda de 1,6 por cento no PIB.

  • 11/05/2020 09:21:03

    Crise é oportunidade para redesenhar economia africana, diz Ecobank

    Lomé - O presidente do banco africano Ecobank, Ade Ayeyemi, disse hoje, em entrevista à Lusa, que a pandemia da covid-19 é uma crise de saúde e não financeira, e pode ser uma boa oportunidade para redesenhar a economia africana.