Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

18 Setembro de 2020 | 11h53 - Actualizado em 18 Setembro de 2020 | 11h53

Investimento Estrangeiro cai 42 por cento em Cabo Verde

Praia - O Investimento Estrangeiro (IDE), em Cabo Verde, caiu 42 por cento no primeiro semestre de 2020, face ao ano anterior, para 26,5 milhões de euros, afectando sobretudo o turismo, segundo a PANA que cita fonte oficial.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Esta quebra é explicada com o agravamento da pandemia da covid-19, no arquipélago, que desde 19 de Março está encerrado a voos internacionais regulares, com o turismo, que garante cerca de 25 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) do país, praticamente parado.

Estes dados mais recentes do banco central indicam que, apesar da quebra face aos primeiros seis meses de 2019, o IDE no arquipélago recuou 19 por cento do primeiro para o segundo trimestre de 2020, para 1.309 milhões de escudos cabo-verdianos (11,8 milhões de euros).

Até Junho, o IDE em Cabo Verde totalizou 2.926 milhões de escudos (26,5 milhões de euros), valor que compara com os 4.157 milhões de escudos (37,6 milhões de euros) do primeiro semestre de 2019.

A indústria liderou o IDE, em Cabo Verde, no segundo trimestre, com cerca de 5,9 milhões de euros, enquanto o turismo, que tem liderado o investimento estrangeiro no arquipélago, garantiu apenas 1,3 milhões de euros, uma quebra de mais de 90 por cento face ao período de Abril a Junho de 2019.

Espanha continua a liderar o IDE, em Cabo Verde, somando 4,1 milhões de euros, no primeiro semestre, uma quebra de 43,5 por cento face a 2019.

Segue-se Portugal, que continua com um saldo negativo (entre entradas e saídas de investimento português no país) em 2020.

Contudo, o IDE português passou de um valor negativo de 401,6 milhões de escudos (3,6 milhões de euros), no primeiro trimestre, para um investimento positivo líquido de quase 181 milhões de escudos (1,6 milhões de euros) contabilizado de Abril a Junho.

O IDE em Cabo Verde aumentou 3,2 por cento, em 2019, face ao ano anterior, para mais de 10.375 milhões de escudos (94 milhões de euros), liderado também por Espanha e registando já então uma forte retração de Portugal.

No entanto, desta subida no ano passado, globalmente, o IDE ainda não recuperou os níveis de 2017, quando ultrapassou os 10.867 milhões de escudos (98,4 milhões de euros).

Assuntos Economia  

Leia também
  • 28/08/2020 12:24:52

    Mali: Alfândega apreende uma tonelada de droga em Ségou

    Bamako - Os serviços aduaneiros do Mali apreenderam uma tonelada de canâbis segunda-feira, em Ségou, no centro do Mali, a cerca de 240 quilómetros de Bamako, noticiou a PANA nesta quinta-feira da administração aduaneira.

  • 28/08/2020 12:21:39

    Nigéria: Akinwumi Adesina reeleito presidente do BAD

    Ouagadougou - O nigeriano Akinwumi Ayodeji Adesina, candidato único, foi reconduzido com 100 por cento dos votos para um segundo mandato de cinco anos na direcção do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD).

  • 02/07/2020 14:04:53

    Cabo Verde: BM nomeia nova representante residente no país

    Praia - A diplomata brasileira Eneida Fernandes assumiu esta quarta-feira as funções de representante residente do Banco Mundial (BM) para Cabo Verde, com a missão de implementar o Quadro de Parceria do País para o Ano Fiscal 2019-2023 e uma carteira de projectos de 90 milhões de euros, apurou a PANA, na cidade da Praia.