Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

26 Outubro de 2020 | 22h56 - Actualizado em 26 Outubro de 2020 | 22h56

BDA financia 500 projectos agrícolas

Luanda - O Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) financiou, até à presente data, mais de 500 projectos no sector agrícola.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

De acordo com o presidente da Comissão Executiva do BDA, Henda Inglês, o banco estabeleceu está iniciativa de apoio ao sector agrícola há  14 anos.

Henda inglês,  que participou, nesta segunda-feira no webinar sobre “ Agricultura Sustentável e Segurança Alimentar”, uma iniciativa da Academia de Santa Catarina (Brasil), com o apoio do Governo do Reino Unido,  referiu que os mais recentes projectos  financiados estão ligados ao Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (Prodesi), que  contempla três  linhas de créditos, no quadro das orientações do Executivo angolano.

Nestes programas, prosseguiu, foram estabelecidas linhas de crédito para insumos, aquisição de produtos agrícolas e pescas (com 35 produtos definidos) e o financiamento as cooperativas.

O responsável avança que só em relação aos  insumos agrícolas, disponibilizou 142 mil milhões de kwanzas e tem ainda  o programa de importação de fertilizantes, uma linha de crédito completamente utilizada, sem no entanto avançar o valor.

Conforme Henda Inglês, o banco estabeleceu, de igual modo,  outra  linha de crédito na ordem dos  26 mil milhões de kwanzas para apoiar as cooperativas, no quadro do início da campanha agrícola 2020/2021, com 67 operações já efectuadas.

“O banco  é a principal instituição de financiamento do sector agrícola e  essas foram as últimas  linhas de crédito disponibilizadas”, avançou Henda Inglês, garantindo a abertura de outras possíveis linhas.

A instituição financeira diz ter decidido também dar crédito, a partir de Novembro, com valores mais reduzidos para pequenos agricultores sem capacidade para implementarem os seus projectos, além de financiar transacções.

Para o efeito, o BDA procedera a ajustes nas suas operações para fazer face às necessidades dos pequenos agricultores sem capacidade financeira,  sem, no entanto, exigir a elaboração de projectos.

O banco está também a efectuar empréstimos para financiamento de projectos de infra-estruturas  agrícolas como armazéns e sistemas de irrigação.

Apoio do UK

A embaixadora do Reino Unido em Angola, Jessica Hand, reiterou  o apoio do seu país para o fomento da agricultura, defendendo à necessidade de uma maior competência  básica dos agricultores para poderem gerir melhor às suas próprias terras.

Em Angola, de acordo com Jessica Hand, já existe um projecto financiado pelo Reino Unido no valor de 73 milhões de  libras, que inclui um elevado número de especialistas sobre como desenvolver  sistemas agrícolas que realmente funcionem no contexto angolano.

O Reino Unido, segundo a diplomata, vai ajudar Angola nesta fase de transição do sector petrolífero para o não petrolífero, com a aposta no sector da agricultura.

“Angola precisa de se alimentar a si própria e aproveitar as suas potencialidades  para desenvolver o sector agrícola em todos os níveis”,  defendeu.

No seu turno, Jehiel Oliver, presidente da Comissão Executiva  da empresa Hello Tractor,  disse existir planos de mecanização para Angola, com a cedência de tractores a crédito, desde que os agricultores estejam agrupados em cooperativas.

Participaram deste evento especialistas da regional do Fundo das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), do agroportal, da Aipex e da empresa do sector de alimentos e Agri CDG Group PLC do Reino Unido.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 26/10/2020 14:24:51

    PIB do II trimestre regista contracção de 8.8%

    Luanda - O Produto Interno Bruto (PIB) registou, no II trimestre do ano em curso, uma variação de -8.8%, e relação a igual período do ano de 2019, informou, nesta segunda-feira, em Luanda, a directora do Instituto Nacional de Estatística (INE), Channey Rosa John.

  • 22/10/2020 11:54:40

    INE prima pela capacidade técnica e harmonização das estatísticas

    Luanda - O reforço da capacidade técnica, harmonização e modernização das estatísticas nacionais do país constam das principais prioridades da nova direcção do Instituto Nacional de Estatística (INE), liderada por Channey Rosa John.

  • 16/10/2020 14:34:47

    Angola arrecada Akz 24 mil milhões com privatizações

    Luanda - Com a privatização de 13 unidade industriais, na Zona Económica Especial (ZEE), o país arrecadou, por via da adjudicação dos contratos, 24 mil milhões de kwanzas (Akz), num concurso público que envolveu a participação de 30 empresas.