Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

01 Novembro de 2020 | 21h50 - Actualizado em 02 Novembro de 2020 | 11h53

Angola presta tributo a músicos falecidos

Luanda -Cerca de quatro horas de show serviram para a classe artística angolana prestar tributo aos músicos já falecidos, no âmbito do programa Live no Kubico.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Aberto por Mister Kim, que começou por interpretar duas músicas de Carlos Burity, o show mais nostálgico que os angolanos vivenciaram durante a temporada de lives no período de confinamento serviu para se recordar as estrelas que tudo deram em prol da cultura angolana.

Com um guião recheado com canções que marcaram e continuam a marcar o mundo musical angolano, a jornada serviu para os angolanos recordarem, entre outros, Tchissica Artz, Zé Keno, Kueno Aionda, Carlos Burity, Waldemar Bastos, Nick, Mamborró, Cananito Alexandre.

O desfile do dia incluiu ainda a interpretação de músicas de Bell do Samba, Diabike, Buarque, Tony Caetano e Vate Costa, Man Ré, Beto de Almeida, Própria Lixa, Nacobeta, entre outras referencias da música angolana.

Sob o acompanhamento instrumental da Banda Movimento, os convidados rebuscaram temas que durante décadas fazem parte da história musical do país.

Destinado à recolha de apoio para os mais vulneráveis, o "Live no Kubico" na TPA tem contado com a participação de artistas angolanos de referência.

Dele já participaram Paulo Flores/Bonga/Yuri da Cunha, no concerto "3 G do Semba", Anselmo Ralph, Matias Damásio, Euclides da Lomba/Patrícia Faria e Dom Cateano/Edmásia, os últimos 4 em duetos.

Transmitidos aos sábados, na TPA 2 e TPA Internacional, e aos domingos, na TPA 1,  promoveu também actuações de Ary, GabrielTchiema/Mito Gaspar, Calabeto/Puto Português e com os Jovens do Prenda,  Tunjila Tuajokota, Socorro e Baló Januário, e das divas Patrícia Faria, Yola Semedo e Edmázia, Ndengues do Kota Duro,  Sassa Tchokwe, Santos Católica, Proletário, Bessa Teixeira e o grupo Kumby Lyxya.

De igual modo, proporcionou o show com As Gingas do Maculusso e outras referências do music hall angolano nos anos 80, e outras actuações de artistas gospel.

Para além da TPA, o "Live no Kubico" é transmitido em directo, em várias redes sociais, em parceria com a Platina Line.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 02/11/2020 09:10:16

    Yuri da Cunha passa bem - Staff

    Luanda - O staff do músico angolano Yuri da Cunha negou que o artista esteja com problemas de saúde, derivados do uso de drogas, afirmando estar a ser alvo de uma campanha difamatória.

  • 31/10/2020 19:31:04

    Show Piô volta em "formato" Live

    Luanda - O projecto musical "Show Piô", promovido pela empresa Nova Energia, retomou neste sábado, em Luanda, depois de um ano de interregno.

  • 30/10/2020 13:52:34

    Grupo Kalofulofo Wino wa Matemba vence PNCA

    Luanda - O grupo de dança tradicional Kalofulofo Wino wa Matemba venceu a presente edição do Prémio Nacional de Cultura e Artes (PNCA), cujos resultados foram anunciados, nesta sexta-feira, em Luanda.