Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

26 Outubro de 2020 | 17h11 - Actualizado em 26 Outubro de 2020 | 17h11

Covid-19: Polícia nega detenções numa festa no Bié

Cuito - A Polícia Nacional (PN), na província do Bié, desmentiu nesta segunda-feira informações postas a circular nas redes sociais sobre a detenção, por parte da corporação, de mais de cem pessoas, quando estavam em “baile”.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Bié: Vista da cidade do Cuito

Foto: Leonardo Castro

Director de Comunicação Institucional e Imprensa da PN no Bié, António Hossi

Foto: Angop

Segundo as redes sociais, a detenção ocorreu no fim-de-semana, quando os mesmos celebravam uma festa de aniversário no bairro Catraio, na cidade do Cuito, capital da província.

O director de Comunicação Institucional e Imprensa da PN no Bié, António Hossi, disse à Angop que os efectivos da corporação ficaram “surpreendidos”, quando realizavam patrulha, a partir das 23 horas de sexta-feira/sábado, por se depararem com uma festa em altas horas e som alto.

Perante o facto e apesar de não ser permitido o ajuntamento, com mais de cinco pessoas, nem tão-pouco a realização de festas, a polícia, apontou, decidiu, em primeira instância, "sensibilizar as mais de cem pessoas que estavam na festa, ao cumprimento do Decreto Presidencial sobre a Situação de Calamidade Pública ao invés de detê-los", contrariamente ao que avançam nas redes sociais.

Em seguida, segundo António Hossi, o promotor do evento foi multado, sem no entanto, adiantar o valor, com vista a fazer-se cumprir o novo Decreto Presidencial que visa acautelar as medidas sanitárias de prevenção e combate à Covid-19.

Segundo ainda o director, no mesmo período, a corporação multou também os responsáveis de estabelecimentos comerciais que não respeitaram a hora do encerramento, fazendo com que houvesse ajuntamento nestes locais, todos da cidade do Cuito.

Assegurou, por outro lado, que a Polícia Nacional vai continuar a promover acções de sensibilização e aplicação de multas aos infractores em todo interior da província, apelando assim aos cidadãos a fim de não desrespeitarem as leis em vigor no país.

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, afirmou, sexta-feira, que o aumento de casos de Covid-19, nas últimas duas semanas, 30 por cento do total de casos, deveu-se ao incumprimento das medidas plasmadas no Decreto Presidencial sobre a Situação de Calamidade, em vigor.

O país contabiliza 9.381 casos positivos, com 268 óbitos, 3.508   recuperados e 5.605 activos.

Dos activos, 11 estão em estado crítico com ventilação mecânica invasiva, 22  graves, 123 moderados, 397 leves e 5.052  assintomáticos.

Assuntos Província » Bié   Sociedade  

Leia também
  • 25/10/2020 18:41:46

    Programa Kwenda beneficia primeiras famílias em Quiculungo

    Ndalatando - Trinta e uma famílias vulneráveis, das mais de duas mil previstas no município de Quiculungo, província do Cuanza Norte, foram contempladas hoje, domingo, com um apoio financeiro à luz do programa de transferências sociais monetárias (Kwenda), levado a cabo pelo Governo angolana.

  • 24/10/2020 18:03:55

    Posto de combustível com grande enchente em Saurimo

    Saurimo - O posto de abastecimento de combustível da Pumangol em Saurimo (Lunda Sul), único com gasolina e gasóleo na cidade (entre quatro existentes), registou este sábado uma das maiores enchentes dos últimos tempos, após mais de um mês de escassez do produto na província.

  • 24/10/2020 17:11:30

    Religião e política devem servir as comunidades - bispo Tocoísta

    Luanda - O bispo da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo, dom Afonso Nunes, afirmou hoje, sábado, que a religião e a política devem estar ao serviço das comunidades e deixarem de servirem-se das pessoas.